Pages

18 de abr de 2010

Imagem da Semana - Casa Vazia

Geralmente, na seção “Imagem da Semana”, eu faço uma pequena contextualização da história referente à cena escolhida para os leitores que ainda não tiveram a chance de assistir ao filme selecionado não se sentissem perdidos. Porém, o bom senso me impede de prosseguir com essa tradição (ao menos nesta circunstância), porque estaria sendo injusto se entregasse algumas informações necessárias da trama, que são exigidas para total compreensão da cena abaixo. Essa ação implicaria em entregar alguns detalhes importantes, que, dependendo do espectador, podem ser considerados spoilers. Portanto, prefiro apenas focar os comentários na beleza desta curiosa e intrigante imagem.

Dentre várias observações, percebam o retrato na parede acima dos personagens e a expressão de infelicidade da mulher ao lado de seu marido (a comunicação da aliança), e como sua feição se altera ao receber o beijo do misterioso rapaz de azul, transmitindo frescor e satisfação. Aliás, as escolhas de vestimentas pretas ao casal no retrato, bem como a opção de roupas brancas na cena em questão não foram por acaso. A imagem libera uma sensação de leveza e de completo estado de plenitude, como se essas pessoas estivessem flutuando.

Sem dúvidas, “Casa Vazia” é um dos melhores filmes da década passada. Obra-prima incontestável! Dirigido com maestria pelo sul-coreano Kim Ki-duk, mais conhecido no Brasil por “Primavera, Verão, Outono, Inverno... e Primavera”, o filme traça um doloroso e poético cenário da solidão e do isolamento voluntário. O filme tem poucos diálogos – o protagonista do filme, o ator Lee Seung-yeon, não pronuncia uma palavra sequer durante toda a projeção – mas as imagens, assim como a escolhida, são capazes de traduzir tudo o que o filme gostaria de dizer.

7 comentários:

Reinaldo Glioche disse...

Puta que imagem! Estou aqui arrebatado por ela e pela interpretação que vc fez dela. Mais um filme que não vi. Já assistir "primavera, verão...", não achei tão bom assim para ser franco, mas seu olhar para com este aqui me instigou, definitivamente.
ABS

Madame Lumière disse...

Elton,
Que bom gosto e sensibilidade, hein! Esta semana é tão lírica e ainda desperta o desejo de assistir o filme, de desvendar o que une essas pessoas. Conheço pouco do cinema Sul coreano , mas o bom do pós premiere é que vc sempre traz essas surpresinhas de outros países.
Beijo

Kamila disse...

Nunca vi esse filme!!!

Einstein² disse...

Eu nunca vi o filme, mas a imagem, sem pagamentos por ela! Incrivelmente bem construida e de uma delicadeza! Idem para sua análise sobre ela! Apaixonante! Gostei de tudo! Vindo sempre agora e seguindo!
Grande abraço!

Elton Telles disse...

Olá Reinaldo, valeu!
Eu tenho que reassistir "Primavera, Verão..." porque faz um bom tempo que assisti ao filme. Mas "Casa Vazia" é a grande obra-prima desse cineasta e merece ser descoberto ;)


Olá MaDame!
Obrigado pelo comentário. Também tenho muito a conhecer sobre o cinema sul coreano, mas a quantidade de grandes cineastas contemporâneos que emergiram no país oriental merece destaque: Chan Wook-Park, Bong Joon-ho, Kim Ki-duk etc.
E é sempre bom diversificar o conteúdo, assim como o próprio cinema =)


Kamila, vale muito a pena! Faça assim que puder.


Olá Einstein,
seja bem-vindo ao blog e valeu pelo seu comentário ;)


ABS!

Cristiano Contreiras disse...

Muito bom filme que em breve vou revisá-lo e postar no Apimentário.

Parabéns pela menção a ele aqui, poucos conhecem, inclusive eu mesmo fui assistí-lo tem 5 meses, apenas, acredita?

Conheço pouco também do cinema sul coreano.

Abraço

bruno knott disse...

este eu não conheço tb, mas fiquei devidamente curioso!